16/04/2021 às 17h15min - Atualizada em 17/04/2021 às 00h00min

SAS Brasil completa oito anos como referência em telessaúde e com novo parceiro

Na Semana Mundial da Saúde, a startup que cuida da dimensão social do Sertões comemora o sucesso de um projeto inovador de atendimento online gratuito, que se tornou referência em telessaúde em 2020 e a chegada de um novo patrocinador.

SALA DA NOTÍCIA Carolina Tiago
Na Semana Mundial da Saúde - dia 07 e abril é a data global de conscientização da saúde -, a SAS Brasil, ação social do Sertões, celebra oito anos de atuação. Desde 2013, a startup social SAS Brasil atua como extensão social do evento, levando atendimento médico para cidades que estão na rota do rally. Ao completar 8 anos de parceria, a SAS Brasil comemora com muito orgulho o sucesso da criação, estruturação e implantação de um projeto inovador de atendimento de saúde online e gratuito, que hoje é referência em telessaúde; além da chegada de um novo parceiro: a Mercedes-Benz Caminhões.

A marca alemã está patrocinando a aquisição de duas carretas, que serão transformadas em Unidades Móveis de Saúde.  Ela vem se juntar a várias outras empresas comprometidas com a transformação do acesso à saúde no Brasil que apoiam a SAS, entre elas: o Sertões, Roche, Amigo H, parte do Instituto de Responsabilidade Social do Hospital Albert Einstein e São Leopoldo Mandic.

A Pandemia acelerou todo esse processo. O que começou como uma resposta urgente a um cenário sem precedentes, consolidou a SAS Brasil como uma organização que promove soluções de acesso à saúde para quem não tem. O foco do programa desenvolvido pela startup não era apenas dar atendimento a pacientes de Covid, mas garantir também acesso à saúde especializada, já que as consultas eletivas foram suspensas e milhares de pessoas ficaram desassistidas. A SAS Brasil oferece atendimento em 17 especialidades médicas e 6 áreas de saúde. Isso só foi possível graças ao envolvimento de mais de 200 profissionais de saúde que atuaram em parceria no projeto.

No Sertões – o maior rally das Américas que completa 29 edições em 2021 – a missão é transformar a realidade das comunidades distantes e carentes, levando atendimento médico de qualidade. A instituição atua com foco em cidades de até 30 mil habitantes e com Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) abaixo de 0.7. Nesses locais, ter acesso a um médico especialista é quase uma missão impossível. No Brasil, mais de 65 milhões de pessoas vivem em regiões com taxas inferiores a um médico para cada mil habitantes, segundo dados da Demografia Médica 2020. Em números, é como se toda a população dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro não tivesse acesso a ginecologistas, pediatras, dermatologistas ou qualquer outra especialidade médica.

"Longe de ser um modelo assistencialista, atuamos resolvendo os problemas de saúde de ponta a ponta, da prevenção ao diagnóstico e tratamento. Nossas ações presenciais e remotas, com a telessaúde têm alto impacto e deixam um legado positivo e duradouro nas comunidades por onde passamos. Para 2021, seguiremos expandindo a nossa atuação e democratizando o acesso à saúde no Brasil", ressalta Adriana Mallet, médica e CEO da SAS Brasil.

“O SAS, uma das três dimensões do Sertões, assume cada vez protagonismo no evento, pois está alinhado à nossa missão de deixar um legado social por onde passamos. Fazer a diferença na vida das pessoas que vivem em locais remotos, facilitando o acesso a saúde de qualidade, tem sido muito gratificante”, destaca Leonora Guedes - Sócia e Gestora da Dimensão Social do Sertões.

Atuação na pandemia
A organização também tem como pilar a formação de novos profissionais em saúde digital e, para isso, investiu em parcerias com universidades. Atualmente, a instituição é o projeto de extensão das universidades Unicamp e São Leopoldo Mandic e também é parceira do Instituto Prevent Senior. Além disso, voluntários de mais de 70 universidades em todo o país atuam na SAS Brasil.

A telessaúde também impulsionou novas soluções, como as cabines de teleatendimento, projetadas para atender pessoas que não têm acesso a internet ou não possuem um smartphone com tecnologia para videochamadas. O projeto foi vencedor do Prêmio DASA & Abril de Inovação Médica em dezembro/2019, um dos principais prêmios de inovação na área da saúde.

Atualmente, a SAS Brasil aposta no modelo de atuação phydigital, que une a telessaúde ao atendimento presencial. Para isso, lançou o projeto das Unidades de Telemedicina Avançada (UTA) em quatro cidades que são parte da história do Sertões: Cavalcante e Campos Belos, em Goiás; Santo Amaro, no Maranhão e Preá, no Ceará. As UTAs vão garantir estrutura para o atendimento presencial e por telessaúde durante ao menos um ano em cada uma dessas cidades.

Só em fevereiro 2021, em Cavalcante, a startup social realizou mais de 1300 atendimentos presenciais às mulheres chefes de família da região. Após o "mutirinho", modelo de atuação presencial com equipe reduzida, essas mulheres continuam sendo atendidas remotamente, para outras demandas de saúde.

História e evolução
A SAS Brasil nasceu em 2013, quando um grupo de oito amigos munidos de uma tenda de campanha e a vontade de fazer a diferença embarcaram na rota do rally dos Sertões. Em abril de 2021, na semana do Dia Mundial da Saúde, a organização completa oito anos de atuação consolidando seu papel protagonista para o futuro da Saúde no país.

Com a pandemia da Covid-19, a SAS Brasil precisou se reinventar e adaptar sua atuação. Em março de 2020, um mês após a OMS declarar emergência mundial, estruturou um programa para o atendimento de saúde online para pessoas que vivem em comunidades vulneráveis. Através da telessaúde, a startup social garantiu que, mesmo em meio a pandemia, pessoas dos quatro cantos do país tivessem acesso gratuito à saúde especializada.
 

Notícias Relacionadas »
Comentários »