13/04/2021 às 14h31min - Atualizada em 14/04/2021 às 00h00min

Escolas Ativas e Formação, do IEE, capacitam 1.374 professores de 10 estados em cursos EaD

Os dois projetos, desenvolvidos pelo Instituto Esporte & Educação, de Ana Moser, estão sendo realizados em plataforma de Ensino à Distância, em função da pandemia da Covid-19

SALA DA NOTÍCIA Gustavo Coelho
Dois projetos do Instituto Esporte & Educação (IEE), criado e presidido pela medalhista olímpica Ana Moser, estão capacitando um total de 1.374 profissionais de 10 estados do País. O "Projeto Formação Continuada de Professores das Redes Públicas", em seu oitavo ano, reúne 574 professores da Bahia, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Sergipe e Tocantins. Já o "Rede Escolas Ativas IEE" atenderá, ao longo de 2021, 800 pessoas em Alagoas, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e São Paulo. Para se adaptar à pandemia da Covid-19, as atividades são desenvolvidas em plataforma de Ensino à Distância (EaD).

Os conteúdos ganharam uma nova configuração, on-line, utilizando a plataforma Moodle/IEE, contando com ferramentas e mídias como videoaulas, fóruns virtuais, atividades de checagem, gamificação, entre outras. Os integrantes do projeto já tiveram a oportunidade de participar de encontros virtuais para a discussão e o aprofundamento dos conteúdos estudados, assim como realizar troca de informações em e-mails, grupos de WhatsApp, plantões de dúvidas e atendimento. São feitos também lançamentos dos projetos com a participação da presidente do IEE, Ana Moser, das autoridades locais, como secretários de Educação e Esporte, e dos financiadores dos projetos.

O projeto "Rede Escolas Ativas IEE", uma ação integrada ao "Projeto Formação Continuada de Professores das Redes Públicas", tem como parceiros Itaú, Novelis, Westrock e Bayer e está presente em nove cidades desses cinco estados. Estão integrando o projeto, Marechal Deodoro, em Alagoas, Santa Helena de Goiás, em Goiás, Araçatuba, Pindamonhangaba, Paulínia e Porto Feliz, em São Paulo, Paracatu em Minas Gerais, Belfort Roxo, no Rio de Janeiro, e Canguaretama, no Rio Grande do Norte.

Até dezembro, a previsão é atender a mais de 800 gestores, diretores, professores, lideranças comunitárias e agentes públicos, envolvidos com 223 escolas das redes municipais de ensino. Desde novembro de 2020, foram realizadas 16 das 40 etapas de formação previstas até o final deste ano. E contam até o momento com uma avaliação positiva de 97% dos participantes.

“Nestes tempos de pandemia, o IEE migrou todas as ações formativas da modalidade presencial para o formato EaD. Planejamos, sistematizamos e adaptamos todo o conteúdo de estudo e formação”, afirma a medalhista olímpica Ana Moser. “Estamos, sem dúvida, construindo uma rede de escolas que assumem o ‘movimento’ como elemento base da sua intervenção, com vistas à educação integral e aprendizagem dos alunos”, completa.

Os municípios receberão o Selo Escola Ativa, uma chancela do IEE que avaliza os territórios e as escolas comprometidas com a qualificação da prática pedagógica e dos currículos, com a ampliação do acesso dos estudantes ao movimento, à educação física e ao esporte e, principalmente, com o desenvolvimento e a educação integral das crianças e jovens brasileiros.

Projeto Formação de Professores – Em seu oitavo ano, o "Projeto Formação Continuada de Professores das Redes Públicas" tem como parceiros AES Brasil, Itaú, Rede, Reservas Votorantim, Anglo Gold Ashanti, Ball, Cyrella e Westrock e segue capacitando professores e gestores da área de Educação de todo o País na metodologia do esporte educacional, além de qualificar e ampliar o acesso de crianças e jovens ao esporte dentro e fora da escola.

Em 2021, no formato EaD, promove a qualificação das aulas de 574 professores, em sete estados brasileiros: Barão de Cocais, Caeté, Raposos, Sabará, Santa Bárbara e Nova Lima, em Minas Gerais, Vale do Ribeira, em São Paulo, Canindé do São Francisco (SE), Baixo Guandu (ES), Porto Nacional (TO), Caetité (BA) e Crixás (GO). São 33 módulos planejados para este ano, com 66 encontros ao vivo, via webinar.

Há um fórum para os professores expressarem suas ideias, sugestões, críticas e satisfação. Os participantes destacam a importância para as práticas na escola, da qualidade e fácil compreensão dos vídeos e textos apresentados, o incentivo à participação de todos na escola. Alguns resultados já estão sendo obtidos com o planejamento de eventos de esporte educacional, planos de aula e propostas pedagógicas organizadas pelos professores e divulgadas na plataforma, que acrescentam experiências positivas e qualificam as práticas pedagógicas.

“Está sendo muito agregador. Antes fazia de uma forma, agora já visualizo intenções, de onde partir e para onde quero chegar. Muito esclarecedor, motivando a continuar”, observa Flávia Augusto de Oliveira, professora o município de Cajati, em São Paulo.

Sobre o Instituto Esporte & Educação – Criado em 2001 pela medalhista olímpica Ana Moser, o Instituto Esporte & Educação (IEE) já atendeu a 6 milhões de crianças e jovens e capacitou mais de 50 mil professores e educadores em todo o Brasil.

A metodologia do IEE é baseada nos princípios do esporte educacional: inclusão de todos, construção coletiva, respeito à diversidade, educação integral, rumo à autonomia. Além das esportivas, as atividades realizadas são nas esferas da cultura, saúde, cidadania, protagonismo juvenil e ação comunitária.
Notícias Relacionadas »
Comentários »