06/04/2021 às 11h45min - Atualizada em 07/04/2021 às 00h00min

Projeto de robótica no Colégio Brasil Canadá estimula criatividade

Em parceria com o programa Robomind, instituição passa a oferecer novas experiências de aprendizagem

SALA DA NOTÍCIA assessoria de imprensa
brasilcanada.com.br
divulgação
O Colégio Brasil Canadá passa a contar, a partir de março, com uma nova experiência para seus alunos. A instituição firmou uma parceria com a Robomind, que traz a robótica educacional para o dia a dia dos estudantes. “Estávamos à procura de algo que nos auxiliasse a desenvolver novas mentes nessa era digital. Além da necessidade de saber mais sobre o mundo e como ele funciona, interagir de forma ativa faz-se necessário na vida do estudante atual. Após algumas conversas com a equipe pedagógica da Robomind, entendemos que estaríamos bastante “amparados” pelo projeto, que vai bem de acordo com aquilo que acreditamos na educação”, diz Bruna Elias, coordenadora pedagógica do Colégio Brasil Canadá

Bruna explica que o material da Robomind será aplicado a partir da Educação Infantil até o 9º ano do Ensino Fundamental. Cada série terá uma forma específica de aprendizagem, e os professores terão formação online e presencial, utilizando os kits necessários para as atividades.  “As aulas fazem parte do currículo da escola e estarão integradas aos projetos multidisciplinares que já desenvolvemos com nossos alunos. Na Educação Infantil, acontecem semanalmente, no ciclo do Fundamental as aulas são quinzenais, mas semanalmente temos um horário para atividades “Maker” com os alunos”.

Para as crianças da Educação Infantil (de 3 a 5 anos), serão utilizados materiais que estimulam a criatividade aliada ao lúdico, desafiando a pensar e construir conceitos que serão utilizados em toda sua vida escolar. “As crianças possuem formas específicas de interpretar o mundo, a cultura, as relações sociais, a escola e o que nela fazem e aprendem. Estimulá-las a pensar seu contexto através das suas diferentes linguagens: matemática, visual, musical, oral e gráfica é o que propõe as atividades para esta faixa etária”, informa a coordenadora.

Segundo Bruna Elias, os alunos do 1º ano do Ensino Fundamental I estão na fase que, antes de pensar sobre o mundo que existe, é preciso codificá-lo. “Ao codificar o contexto em que se vive você interage com o meio, através de recursos e pessoas. Para tanto é preciso aprender a codificar e assim construir relações. Diante dos novos desafios e da busca de novas habilidades, os materiais Robomind oportunizam o aprendizado da codificação e contribuem para a compreensão e construção do futuro”.

Já os alunos do 2º ano a 5º ano do Ensino Fundamental I terão iniciação à linguagem de programação, associada a temas geradores, com a oportunidade de conhecer como funcionam os robôs e programá-los. O conteúdo didático promove o desenvolvimento de habilidades e competências como o raciocínio lógico, resolução de problemas, iniciativa, interpretação, organização e, principalmente, a troca de ideias através do trabalho em equipe, estimulando o pensar tecnológico”, ressalta Bruna, acrescentando que a robótica é uma ciência que estuda o desenvolvimento e construção de robôs articulando diversas áreas do conhecimento como, ciência, tecnologia, engenharia e matemática.

Para os estudantes do 6º a 9º ano do Ensino Fundamental I a proposta de educação tecnológica tem como foco a aprendizagem da robótica como meio para criar e melhorar uma condição humana pautada no bem comum nas diversas áreas do conhecimento. Através da proposição de situações problemas, os alunos concretizam o seu pensar tecnológico.


A coordenadora acredita que essa parceria pode auxiliar no aprendizado da codificação, além de estimular e potencializar as novas gerações a serem construtoras de conhecimentos e desenvolvedoras de tecnologia pautada no bem comum. “Queremos desenvolver habilidades para criar novas oportunidades, buscando soluções de modo dinâmico e criativo”.
 
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »