28/10/2020 às 13h27min - Atualizada em 29/10/2020 às 00h00min

DIA MUNDIAL DE PREVENÇÃO AO AVC- 29/10

Sorriso torto pode indicar problema de saúde

SALA DA NOTÍCIA NQM
Uma em cada quatro pessoas terá um AVC ao longo da vida, segundo um estudo Global da World Stroke Organization. O AVC é a segunda causa de morte no mundo e a primeira causa de incapacidade. Prevenir é importante, mas o reconhecimento dos sinais de alerta e o tratamento rápido, de urgência, é essencial.  O atendimento adequado ao paciente diminui as chances de sequela e de mortalidade.

É o que a neurologista do Grupo Hygea e do Hospital Complexo Hospitalar Prefeito Edvaldo Orsi , em Campinas, Lidiane Soares Campos, reforça. As ações conjuntas das _Rede de Atenção em Saúde_* em prol do atendimento rápido e especializado ao paciente com suspeita de AVC (do transporte ao atendimento hospitalar e intra hospitalar) fazem toda a diferença.

“Não fique em casa em casos de suspeita de AVC”, diz a doutora. Segundo ela, é importante reconhecer alguns sinais que indiquem AVC e procurar o hospital para um diagnóstico com urgência e início precoce do tratamento. Saiba alguns sinais:
  •             Perda de força súbita de um dos lados do corpo, braço ou perna.
  •             Paralisia facial deixando o sorriso torto repentinamente.
  •             Sintomas sensitivos, como dormência de um lado do corpo repentina e persistente.
  •             Alteração da fala. A pessoa pode ter dificuldade de conseguir entender o que as pessoas falam ou não conseguir dizer o que está pensando, além de falar de maneira enrolada.
  •             Alterações visuais, como perder uma parte ou totalmente o campo visual repentinamente
  •             Tontura súbita levando a desequilíbrio, queda, náuseas
  •             Dificuldade de engolir súbita, engasgo.

*As Redes de Atenção à Saúde (RAS) são arranjos organizativos de ações e serviços de saúde, de diferentes densidades tecnológicas que, integradas por meio de sistemas de apoio técnico, logístico e de gestão, buscam garantir a integralidade do cuidado (Ministério da Saúde, 2010 – portaria nº 4.279, de 30/12/2010*
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »