25/06/2020 às 10h47min - Atualizada em 25/06/2020 às 13h17min

Dicas importantes para quem precisa comprar pneus novos

Por causa dos efeitos da quarentena, muitos pneus estão se deformando nos carros e será preciso substituí-los por novos em breve

DINO
http://casagrandeautoshopping.com.br/

O isolamento social e a quarentena obrigaram a população a adotar novos hábitos de vida e a repensar o uso de muitos aparelhos e equipamentos. Um deles foi o uso do carro.

Apesar de extremamente valorizado no momento, por permitir algum nível de locomoção com menos contaminação pelo novo coronavírus do que o transporte público, grande parte dos carros da frota nacional estão parados nas garagens.

Afinal, se as pessoas devem ficar em casa em isolamento social, então os carros não têm porque serem ligados, exceto em casos específicos.

No entanto, um carro parado por tanto tempo (já são 3 meses de quarentena, entrando no 4º) pode sofrer danos consideráveis. É o que explica um especialista em mecânica da Casa Grande Auto Shopping , uma das maiores redes de lojas de pneus e autopeças da Grande Florianópolis(SC).

"O carro parado está numa posição muito fértil para ter problemas sérios. Os mais graves são observados no motor e na bateria, mas a situação também pode ser muito complicada nos pneus", explica.

De acordo com a explicação, o problema apresentado nos pneus é pelo fato de ficarem parados na mesma posição por semanas, o que pode deixá-los deformados.

"Se o pneu é usado regularmente, ele segue distribuindo a sua pressão de maneira igualitária. Ele aguenta o peso do carro sem problemas, distribuindo-o por toda a sua extensão. No entanto, se ele fica semanas parado na mesma posição, o peso do veículo é direcionado todo para uma parte somente e isso acaba deformando o pneu", conta o especialista.

Por causa disso, a expectativa é que muita gente tenha de trocar os pneus do carro assim que a quarentena acabar ou até mesmo antes disso, pois não conseguirão sair de casa com seus pneus deformados.

Os especialistas da Casa Grande Auto Shopping dão dicas de como escolher um bom pneu para voltar à ativa, assim que for possível.

"Na verdade, a melhor solução é a prevenção. Se os pneus ainda não estão deformados, o ideal é removê-los do carro para evitar o dano. Isso pode ser feito usando um macaco e tomando os devidos cuidados. Depois da remoção, o veículo deve ficar suportado por um cavalete", explica o especialista.

Caso o motorista não consiga remover as rodas do automóvel, uma outra solução de prevenção é andar um pouco com o veículo.

"Sair com o carro para dar uma voltinha no quarteirão ou andar por uns 15, 20 minutos não oferece grandes riscos em relação ao novo coronavírus. Além disso, permite que a pressão do pneu se ajuste e a peça não se deforme com o tempo. Essa é uma boa alternativa também", orienta o profissional.

No entanto, para quem já está com o pneu deformado, a única opção é fazer a compra de um novo. Existem boas dicas para quem está nessa situação.

"A primeira é analisar qual é a sua necessidade de uso. Se você está na cidade, então deve optar por um pneu on road. Se está em ambiente rural, o melhor é o off road. Se transita entre os dois ambientes, deve usar o misto. Esse cuidado já garante uma ótima durabilidade à peça e evita vários problemas", explica o especialista.

Em seguida, de acordo com os profissionais, o consumidor deve estabelecer as suas prioridades em termos de durabilidade e dirigibilidade.

"Existem dois pontos essenciais a analisar: o Índice Treadwear e a etiqueta. O Índice Treadwear é um índice de desgaste do pneu. Quanto maior, mais ele vai se desgastar quando for usado. Já a etiqueta conta com informações sobre a dirigibilidade daquela peça, especialmente na chuva, além da sua emissão de barulho", revela.

Por isso, para aqueles que querem um pneu que tenha maior quilometragem, optar por um modelo com pontuação baixa no Índice Treadwear é o mais recomendado. No entanto, é importante ter em mente que isso não é o suficiente para garantir uma boa durabilidade do pneu.

"É essencial que o motorista tenha bons hábitos. Um bom motorista faz com que um pneu de Índice Treadwear maior dure mais tempo do que um pneu de ótimo Índice Treadwear na mão de um condutor desleixado", pontua o especialista da Casa Grande.

A última questão a ser analisada antes de finalizar a compra é a marca do pneu. De acordo com o especialista, o consumidor costuma focar em marcas mais conhecidas, mas, no entanto, existem pneus importados de excelente qualidade no mercado.

"As grandes marcas costumam ser as preferidas do consumidor zeloso. Afinal, ele já as usa há tempos e conhece a qualidade do material. No entanto, existem várias marcas novas de pneus importados que estão chegando ao mercado com produtos de excelente custo-benefício. O preconceito com esse tipo de material pode fazer o consumidor perder grandes oportunidades de negócio", pondera.

No fim, comprar um bom pneu depende de um equilíbrio de prioridades. É necessário encontrar o modelo mais adequado levando em consideração sua durabilidade, qualidade, a marca e o preço.



Website: http://casagrandeautoshopping.com.br/
Notícias Relacionadas »
Comentários »